Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Riscos

Olá, o meu nome é Leonor Almeida, tenho 28 anos e sou uma jovem activa residente em Lisboa. Tenho uma paixão enorme pela minha área de formação (webdesign) e sou apaixonada por tecnologia e fotografia.

Riscos

Olá, o meu nome é Leonor Almeida, tenho 28 anos e sou uma jovem activa residente em Lisboa. Tenho uma paixão enorme pela minha área de formação (webdesign) e sou apaixonada por tecnologia e fotografia.

06
Jul16

Pensamentos de uma designer 2

Leonor

Leonor Almeida não gosta de pessoas que pensam que design é Photoshop e montagem/edição de fotografias. Leonor Almeida não gosta que mostrem as suas montagens caseiras apresentando-as como "eu também faço umas coisas de design".

19
Abr16

Make a wish

Leonor

Sempre que preciso de alguma coisa meio impossível ou complicada os meus amigos e o meu namorado dizem "mete no blog, eles fazem-te as vontades todas".

Se isto for verdade, dêem-me um sinal*

...

...

*de momento preciso muito de um trabalho.

10
Mar16

Quinta-feira

Leonor

Ele deu-me post-it's mas não era um post-it qualquer. Estavam todos colados uns aos outros, em formato de acordeão, o primeiro tinha um E. Depois, eu pegava no primeiro e no último, puxava (isto foi ele a ensinar-me quando estava na fila do Mcdonalds), e cada um tinha uma letra e todas juntas formavam uma frase. Depois ele fez a cara do "eu não sou gay, gosto é muito de ti" e o meu coração corou de tanto amor.

 

P.S.: Quando encontrar a palavra perfeita crio uma tag/categoria para nós.

07
Fev16

Sensações

Leonor

Sabes, aquela sensação de sufoco, em que dás por ti a respirar fundo, segurando momentaneamente a respiração, porque é a única maneira que conheces para prenderes as lágrimas mais um pouco dentro de ti.

E logo a seguir a raiva, pensas que é a tristeza, mas não é. A tristeza é bonita de mais para que os outros a possam ver, é só tua, e tu sabes que não vais querer partilha-la com ninguém. A seguir tens aquele nó na garganta e sentes uma inquietação a percorrer-te o corpo, começas a tremer a perna, a estalar os dedos, róis as unhas, suspiras cada vez mais fundo. A esta altura os teus olhos já estão tão cheios que começas a ver a visão turva, como se tivesse começado a chover e não houvesse para onde escoar a água. Se alguém olha para ti finges que tens qualquer coisa no olho, uma pestana serve perfeitamente para a ocasião, não tens bem a certeza se acreditam, torces para que sim. Desvias o olhar para vários sítios, porque achas que vais engana-los, aos olhos, - não, agora não - pensas. O esforço é tanto que neste momento as tuas narinas abrem e fecham, aprendeste também isto, para prolongar a demora.

Depois é uma questão de segundos até começar a escorrer água pela tua cara. Se chegares até aqui sabes que já não há nada a fazer e o melhor é colaborares. Sentes um certo alívio. Quando acabares sabes que toda a superfície de pele imediatamente abaixo dos teus olhos vai arder, olhas ao espelho, o quão mal pode estar. Passas água pela cara e respondes o resto do dia "dormi mal, são olheiras de cansaço". Sabes que à noite, quando agarrares a almofada com um abraço, vais repetir tudo, mas de um modo mais natural, afinal já o fazes há anos, e vais pedir-lhes, às lágrimas, que te embalem até adormeceres. E acredita, jamais alguém fará tão brilhante trabalho.

Calendário

Agosto 2016

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D